sábado, 2 de junho de 2007

Aniversário.. Do.. Morto


Como é bela e decadente esta minha vida noctívago.
Saio perdido, em direcção ao antro do deboche nojento que sempre me seduz.
Sorrisos sem olhares, palavras sem som de bocas secas e imundas.
O toque de dois copos, o caminhar para uma cama perdida em algures, de onde eu não quero acordar nunca.
Não me olhes, não me beijes, não quero afectos, não ouvir gemidos de prazer, só quero entrar em ti e libertar o o meu veneno puro.
Acordada ?
Dormes ?
Não sei teu nome !
Não interessa.
Adeus.
Arrasto meu corpo cansado pela rua do nada, a chuva vai limpando aos poucos a agonia do teu cheiro.
José
(foto de Cyril Berthault- Jacquier

15 comentários:

Som Do Silêncio disse...

Deixas-me sem palavras tal as imagens que me percorrem a mente ao ler o teu post.
É um misto de loucura e de agonia...
A chuva faz bem, limpa a alma e o corpo...
Um Beijo em Silêncio

anne disse...

Aqui por dentro sou solidão e abandono, sou minha redenção e minha própria agonia. Eu sofro a dor do cansaço, cansado enfindo, cansado insano, cansaço das loucuras, cansaços de longas noites frias.
Aqui nada mais quero,
nem luta nem glória
porque quase nada sou
sou apenas uma tênue e vã figura
o abandono e o esquecimento
dos que se deixaram lá fora.

Que vida, hein? Este teu texto retrata muito bem essa vida louca que muitos levam.
Beijo meu.

impulsos disse...

Um texto espectacular!!
Sentimentos que se apoderam de almas perdidas e sem rumo, que vagueiam pelo infinito deste deserto de sensações onde o que importa é o prazer da carne e por vezes... nem isso!

Beijo num impulso meu

Entre linhas disse...

Almas que vagueiam no silêncio embrenhado pela solidão e despego total,por falta de "alimento" da alma....

Bom fim de semana
Bjs Zita

Dhyana disse...

Procuro e não encontro,
dou mas não quero receber,
esvazio outros poços e não preencho o meu.
quem sou eu?!!!
Sou o livre insaciável.
Adorei a forma como escreveste este texto.
Beijos...

Espirito da Lua disse...

Gostei muito giro ;)

Bj Lua

Azul disse...

Triste e ao mesmo tempo belo este teu post.


Beijo
Azul

Skin on Skin disse...

Espero que já não te sintas assim...palavras tristes com sentido para ti!

Beijokas on skin

anne disse...

Oi José, passo para uma releitura, para dizer boa noite e deixar um abraço. Voltarei! bjus

Monólogos.by.Paula disse...

Amigo,

Pensaste que te livravas desta tua miúda?!

Beijo grande Lindo

€aµ disse...

Miúda aqui...
Sem inspiração, no meio do tédio... mas sentido cada passo pela rua...
Mortos? Não... caminhantes.
Beijo poeta...

NARNIA disse...

Já li e voltei a ler, confesso que não sei o que dizer, é um post "pesado, escuro"

Deixo um beijo silencioso

Som do Silêncio disse...

Olá Poeta que de falso nada tens!

Passei para te reler e deixar-te o meu Beijo Silencioso

Utzi disse...

Que texto forte... Gostei imenso.

Beijo

cyril berthault-jacquier disse...

could give me please the translation of your verses around my picture? than u ^^

cbj

cyrilberthaultjacquier@skynet.be