sábado, 3 de fevereiro de 2007

Morte...Vida


Amei-vos na escuridão
da minha agonia
renasci da morte
numa hora sôfrega.
Não sou contenção.
Sou excesso!
Com medo da morte
não parei no limite
do vosso sedento
e desejo mordaz.
Vou esconder
minha alma
no segredo
dos vossos seios.
Quero enganar
a morte com
o sorriso dos
vossos sexos.
Não sou contenção.
Sou excesso!
José
( foto de Maria das Flores )

1 comentário:

som do silencio disse...

Não, não és excesso....
És o Poeta...
És Poeta!!

;-)
Beijo Silencioso