sexta-feira, 9 de março de 2007

Tesouro


  • Renasceu uma paixão adormecida há demasiado tempo, veio-me há memória dos tempos em que vivi abraçado a ti.
    Minha companheira de amores e desamores, as horas de prazer que trocamos, os momentos em que meus dedos freneticamente tiravam de ti sons que acalmavam minha solidão.
    Guardei-te com carinho, esperaste estes anos com a certeza que um dia voltava a precisar de ti.


    Peço-te perdão


    Vamos namorar melodias entemporais.



    José

7 comentários:

£oµ¢o Ðe £Î§ßoa disse...

Olá José...
Vim espreitar e gostei dessas tuas palavras, gostei porque as sinto como minhas... é que tenho ali guardada uma companheira que muita companhia me fez.
Quem sabe um dia...

Até outro desinstante.
Abraço

(desculpa a invação, mas não me contive em deixar umas letras...)

david santos disse...

Olá!
Está muito bom. Agora é divulgar!
Parabéns

Azul disse...

Olá José!

Fico contente por interromperes o teu descanço... É sempre bom namorar... e as melodias de uma guitarra são únicas.

Bem... sou suspeita... pois a guitarra clássica é o meu instrumento de eleição.

Um namoro feliz!

Beijo
Azul

Azul disse...

Ops... desculpa o erro. É descanso!

Bj

Mente Feminina disse...

Bem-vindo de volta depois dos problemas técnicos:P
Continuam interessantes os teus textos.

Som do Silêncio disse...

Olá Poeta!

Uma paixão adormecida...
Namora bastante com ela, e que as vossas melodias sejam o recomeçar de muitas horas de carinho, companheirismo!

Beijo silencioso

dinorah disse...

Olá José!!

Cheguei por acaso ao teu blog!

Que linda foto! Que bela namorada tens tu!! Queria eu uma namorada dessas para me "acompanhar"!!!

Beijinho